Blog do Josias de Souza

PMDB refuga nova oferta ministerial de Dilma

Josias de Souza

Dilma Rousseff prometera receber o vice Michel Temer na quarta-feira (19), para fechar a conta do PMDB na reforma ministerial. Trocou a audiência por um telefonema, repetiu a oferta que fizera há duas semanas, rodopiou e não saiu do lugar.

Eis a oferta de Dilma: a Integração Nacional desceria à cota do PMDB como a sexta pasta que a legenda tanto reivindica. Desde que o ocupante fosse o senador Eunício Oliveira, que teria de abdicar de sua candidatura ao governo do Ceará e do papel de pedra no sapato do governador Cid Gomes (Pros). Ah, sim: dessa vez, o PMDB da Câmara nem precisaria ceder o Ministério do Turismo para o PTB.

Eunício recusou novamente a poltrona, o PMDB da Câmara reiterou que já não faz questão de ministérios e figurões da legenda consideraram-se “desrespeitados”.  A presidente voou para Roma. Foi ver o papa. E ficou de receber Temer na semana que vem. A boa notícia é que não houve nenhum aumento da irritação do PMDB. Continua nos mesmos 100%.