PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

Palhaço por palhaço, PR fala em ‘lançar’ Tiririca

Josias de Souza

28/02/2012 18h58

Cobiçado pelo PT em São Paulo e desprezado por Dilma Rousseff em Brasília, o PR decidiu pegar pesado. Leva às manchetes a hipótese de lançar a candidatura do palhaço Tiririca à prefeitura paulistana.

Ouvido, Tiririca deu asas à piada: "Acho que isso é um reconhecimento do meu trabalho aqui [na Câmara]. De 513 eu sou um dos poucos que nunca faltou. Isso me surpreendeu, mas quem bota lá [na prefeitura] é o povo."

Líder do PR na Câmara, o deputado Lincoln Portela (MG) ecoou Tiririca, potencializando-o: "Pela votação dele, ele tem todo o direito de ser candidato. Além disso foi uma surpresa positiva aqui na Câmara."

oOo

Tiririca foi levado a Brasília pelos votos de 1,35 milhão de eleitores do Estado de São Paulo. Um recorde nacional. Desse total, 430 mil votos foram amealhados na capital paulista.

Na propaganda de tevê, Tiririca dizia não saber o que diabos fazia um deputado. Convidava o eleitor a elegê-lo para que descobrisse. Depois, dividiria suas descobertas com a platéia.

É improvável que Tiririca saiba o que faz um prefeito. Porém, confirmando-se a candidatura de 2012, pode repetir a estratégia de 2010. Vai atear risos nos rivais e na imprensa. Mas, como disse, "quem bota lá é o povo".

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.