PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

Na PB, um plano digital de R$ 6,2 mi inaugurado pelo atual ministro das Cidades vira grande mico

Josias de Souza

26/03/2012 06h55

No mês de março do ano eleitoral de 2010, a prefeitura de João Pessoa inaugurou um projeto que, no gogó, faria da capital paraibana a primeira cidade do país voberta por internet gratuita. Decorridos dois anos, a conexão não existe e o negocio virou um mico de aparência superfaturada.

O caso foi esmiuçado em reportagem levada ao ar pelo programa Fantástico. Envolve um personagem que acaba de escalar a Esplanada: o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), recém-convertido por Dilma Rousseff em ministro das Cidades. Em João Pessoa, ele respondia pela Secretaria de Ciência e Tecnologia.

Nessa função, coube a Aguinaldo anunciar, do alto de um palanque, a boa nova tecnologica que faria de João Pessoa uma terra conectada. "Internet de graça pra toda galera de João Pessoa. Parabéns", disse a uma multidão de jovens atraída por um show de rock.

A coisa custou R$ 6,2 milhões, dos quais R$ 4,7 milhões foram providos pelo governo federal. Hoje, além de não entregar a mercadoria prometida –internet gratis— o programa convive com suspeitas de superfaturamento.

Disfarçado de funcionário de uma prefeitura, um repórter fez contato com a empresa que instalou os equipamentos de João Pessoa. Simulou interesse em levar o mesmo serviço a outro município. Sem saber que estava sendo gravado, o representante da empresa falou abertamente em propina.

Contactado, o ministro Aguinaldo Ribeiro negou participação em qualquer tipo de malfeito. O prefeito de então, ricardo Coutinho (PSB) é agora governador da Paraíba. Nos próximos dias, acompanha Dilma Rousseff em viagem à Índia. A presidente não vai precisar nem recorrer ao telefone para buscar explicações sobre o mau uso dos milhões federais. Basta olhar para o lado.

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.