PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

PT X PT: é ‘malfeito’, diz petista sobre a Pe$ca

Josias de Souza

31/03/2012 17h45

Ex-ministro da Pesca, o deputado petê Luiz Sérgio (RJ) resolveu chamar pelo nome próprio –"malfeito"— a pescaria feita pelo PT de Santa Catarina (R$ 150 mil) na caixa registradora do fabricante das lanchas inúteis compradas pela pasta (R$ 31 milhões).

"Em relação à iniciativa do ministério de buscar contribuições, minha posição é contrária a isso", disse Luiz Sérgio. "Não é função de ministério arrecadar dinheiro para candidaturas ou para partidos." Das arcas do PT catarinense, as verbas foram à campanha de Ideli Salvatti ao governo do Estados, em 2010.

É corrupção?, indagou-se ao ex-ministro. E Luiz Sérgio, adotando vocáculo mais ao gosto de Dilma Rousseff: "Eu diria, como a nossa presidente tem feito, que é um malfeito."

Líder do PT na Câmara, o deputado Jilmar Tatto (SP) discordou do companheiro: "Não há porque caracterizar como um malfeito, o ministério não pediu contribuição [para a campanha], foi o PT." Hã? "Além disso, a doação é voluntária." Hã, hã…

No poder federal desde 2003, o PT revela-se uma legenda inovadora. Depois do mensalão, criou a "contribuição" pré-datada. Antes, beliscava-se a empresa para depois oferecer-lhe os contratos. Agora, fecha-se o negócio antes e belisca-se o provedor depois. Inaugurou-se o voluntarismo de resultados.

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.