PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Josias de Souza

Recife: PT federal rejeita o recurso de João da Costa e mantém indicação de Humberto Costa

Josias de Souza

25/06/2012 16h41

Reunido nesta segunda-feira (25), em Brasília, o Diretório Nacional do PT rejeitou recurso do prefeito de Recife João da Costa contra a decisão que o impediu de disputar a reeleição. Levada a voto, a reclamação foi indeferida por 49 a 19, mais três abstenções.

Com isso, manteve-se em pé a decisão da Executiva Nacional petista. Nessa deliberação, o partido anulara as prévias em que João da Costa prevalecera sobre Maurício Rands e guindara à condição de candidato à prefeitura da capital pernambucana um terceiro nome: o do senador Humberto Costa.

O procedimento é inédito. Nunca antes na história do PT um prefeito no exercício do primeiro mandato havia sido privado do direito de reivindicar a reeleição. Agora, João da Costa tem diante de si duas alternativas: ou recorre à Justiça ou desiste da candidatura.

Em qualquer hipótese, o PT vai às urnas de Recife trincado. Pior: perdeu o apoio do governador Eduardo Campos (PSB). Submetido à divisão do pseudo-aliado, o mandachuva do PSB optou por lançar um candidato próprio: Geraldo Júlio, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Bem posto nas pesquisas, Humberto reúne boas chances de levar a candidatura imposta na marra ao segundo turno. Dono de popularidade que roça os 80%, também o governador Eduardo tem enormes possibilidades de conduzir o seu pupilo ao segundo round.

Assim, esboça-se uma disputa parecida com a de 2006, quando Eduardo Campos bateu Humberto Costa na eleição para o governo de Pernambuco. Em 2012, o governador adota contra o senador uma tática à Lula. Plantou no tabuleiro um poste. Se conseguir eletrificá-lo, levará à prefeitura uma espécie de Dilma de calças.

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.