Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Em Fortaleza, grupo dissidente do PSB apoia PT e Ciro chama o líder dos descontentes de verme

Josias de Souza

07/07/2012 19h25

Um pedaço do PSB de Fortaleza fugiu ao controle dos irmãos Cid e Ciro Gomes. Ex-presidente do partido na capital cearense, Sérgio Novais e o grupo dele decidiram abrir uma dissidência –'Frente de Esquerda Socialista'— e apoiar o candidato a prefeito do PT, Elmano de Freitas, contra Roberto Cláudio, do PSB.

Sérgio Novais mede forças com o governador Cid e o ex-quase-tudo Ciro desde o ano passado. Empurrado para fora do comando do PSB municipal, ele atribui o infortúnio à dupla. Ao discursar no ato de constituição da dissidência, apresentou o movimento como uma reação à "perseguição política" dos irmãos Gomes.

Ouvido, Ciro deu de ombros para a dissidência. Tachou-a de "irrelevante". De fato, o efeito é mais político do que prático. O tempo de tevê e a máquina do PSB continuam a serviço de Roberto Cláudio. Porém, o palavreado de Ciro como que acusou o golpe: "Ele é um verme!", disse, referindo-se a Sérgio Novais.

Há três dias, numa reunião da executiva nacional do PSB, Ciro já havia se dirigido ao desafeto no seu melhor estilo. "Você é um canalha", gritara para Sérgio Novais que, alvejado, reagiu: "Canalha é você." Como se vê, o PSB do Ceará faz política com o verbo em riste.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.