PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

Em férias, blog se prepara para ‘controle social’

Josias de Souza

27/12/2012 05h03

O blog sai em férias nesta quinta-feira (27). Só volta no ano que vem, em 16 de janeiro. Nada a ver com descanso. Serão dias de desintoxicação. Há coisa de quatro meses, após o início do julgamento do mensalão, o repórter passou a receber insistentes e-mails de um leitor. Assina-se "Fiscal da Imprensa Golpista". Queixa-se do teor das notícias. E anuncia para breve a instituição do "controle social da mídia". Termina com um aviso invariável: "Você não perde por esperar."

Na penúltima mensagem, enviada na véspera do Natal, o "fiscal" recomendou um "exame de consciência". Anotou: "Você está dinamitando a autoestima de pessoas valorosas. Gente que lutou pela democracia e está mudando a cara do Brasil." Longe do repórter querer destruir o apreço de quem quer que seja por si mesmo. Muito menos de representantes dessa espécie tão especial de brasileiros.

Vem daí que o signatário do blog decidiu preparar-se para os novos tempos do "controle social". De saída, aproveitará os dias longe da faina para perscrutar os defeitos dos ministros do STF. Aquele senta-e-levanta do Joaquim Barbosa é muito suspeito. Não pode ser apenas dor na coluna. Marco Aurélio Mello, reparando bem, tem desvio no septo. Diz-se que o decano Celso de Mello teria um hálito tenebroso. E o Gilmar Mendes ostentaria uma seborreia pouco republicana.

É possível que o trabalho das férias não leve a nada. Paciência. Não será por falta de esforço nem por reexame da consciência. Restará ao repórter dizer aos seus 20 leitores (eram 22, mas o José Dirceu e o Delúbio Soares desistiram) que o descrédito desses revolucionários que estão "mudando a cara do Brasil" não é culpa sua. Quando o "fiscal" enviar outro e-mail, será apresentado a uma história que contam sobre Picasso.

Deu-se durante a ocupação de Paris. Um oficial alemão foi visitar Picasso em seu estúdio. Avistou na parede uma reprodução de Guernica, o quadro que mostra a destruição daquela cidade espanhola na guerra civil. "Foi o senhor que fez isso?", perguntou o visitante. E Picasso: "Não, foram os senhores." Quer dizer: os fatos, por incontroláveis, não estão sujeitos a controle.

– Em tempo: Como se sabe, blogs que se prezam são como delegacias. Funcionam ininterruptamente. Assim, enquanto procura pelos defeitos da turma do STF, o repórter passará por aqui diariamente para atualizar as manchetes dos jornais. Até a volta.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.