PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Josias de Souza

Aécio: ministério de Dilma ‘concorre com Gabão’

Josias de Souza

08/05/2013 16h35

O senador Aécio Neves, presidenciável do PSDB, comentou o ingresso de Guilherme Afif Domingos (PSD-SP) na equipe de ministros de Dilma Rousseff, marcado para esta quinta-feira (9). "O governo brasileiro, a partir de amanhã, concorrerá com o Gabão, o único país do mundo que tem também cerca de 40 ministérios", disse.

Escolhido para chefiar a recém-criada pasta da Micro e Pequena Empresa, Afif será o 39º ministro de Dilma. A analogia de Aécio foi injusta com o Gabão, uma república africana com 28 ministros (29 se for incluído na conta o primeiro-ministro). Para o rival tucano de Dilma, "a posse de mais um ministro de Estado é algo inimaginável."

"Como diz o conselheiro da Presidência, meu amigo Jorge Gerdau, é uma burrice sem tamanho", disse Aécio, evocando entrevista concedida em março pelo empresário que comanda a Câmara de Políticas de Gestão da Presidência da República. Gerdau dissera que o Brasil poderia "trabalhar com meia dúzia de ministérios ou coisa desse tipo."

Sobre a existência de 39 ministérios, o conselheiro de Dilma afirmara: "Quando a burrice ou a loucura ou a irresponsabilidade vai muito longe, de repente, sai um saneamento. Nós provavelmente estamos no limite desse período." Aécio adicionou ao raciocínio de Gerdau dados que diz ter extraído de um trabalho acadêmico.

"Recentemente, um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, em mais de 170 países, mostrou que os países mais bem administrados são aqueles que têm entre 19 e 22 ministérios." Para ele, Dilma exagera porque "governa apenas com os olhos na eleição, não governa com os olhos no país." Vice-governador da gestão tucana de Geraldo Alckmin, Afif virou ministro porque Dilma está de olho no tempo de propaganda no rádio e na tevê de que dispõe o PSD.

Prestes a se tornar colega de Afif, um ex-crítico mordaz do PT, o ministro petista Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) solta fogos: "Ele fará um belíssimo trabalho e o partido que representa, vindo apoiar o nosso governo, ampliando a nossa base, é importante."

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.