PUBLICIDADE
Topo

BC prevê eleição sob inflação alta e PIB baixo

Josias de Souza

20/12/2013 17h41

O Banco Central divulgou nesta sexta-feira (20) o último relatório relevante do ano. Anota previsões para o comportamento da inflação e do PIB. Esboça um cenário pouco animador para o período eleitoral. Sinaliza que o brasileiro deve ir às urnas sob inflação assanhada e PIB tímido.

Para 2014, o BC revisou sua estimativa de inflação de 5,7% para 5,6% —uma marca bem distante do centro da meta oficial, que é de 4,5%. Nessa previsão, a taxa será menor até junho: 5,5%. Entre julho e setembro, às portas da eleição de outrubro, irá à casa dos 5,7%. E recuará levemente até dezembro, fechando o ano em 5,6%. Quanto ao PIB, o BC prevê um crescimento de modestos 2,3% em 12 meses, até setembro de 2014, antesala das urnas.

Considerando-se o resultado de 2013, a bola de cristal do BC pode estar superfaturada. No começo do ano, a instituição previra que o PIB cresceria 3,1%. Em junho, rebaixou seu otimismo para 2,7%. Em setembro, já falava em 2,5%. Agora, informa que o crescimento de 2013 deve ficar em 2,3%. A inflação deste ano, prevê o BC, deve fechar em 5,8% —de novo, um índice mais próximo dos 5,84% de 2012 do que do centro da meta de 4,5%.

Candidata à reeleição, Dilma Rousseff enfrentará dois antagonistas -Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB)- que enxergam no desempenho da economia o termômetro da disputa. Avaliam que suas chances crescem na proporção direta da deterioração dos indicadores econômicos. As previsões do BC levam em conta a taxa de juros de 10% e o câmbio de R$ 2,35.

Serviço: Aqui e aqui, o detalhamento dos dados do Banco Central. Aqui, a entrevista de Carlos Hamilton Araújo, diretor de Política Econômica do BC.

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.

Josias de Souza