PUBLICIDADE
Topo

Serra diz que nunca cogitou ser o vice de Aécio

Josias de Souza

18/05/2014 22h25

Em texto veiculado no Facebook na noite deste domingo (18), o tucano José Serra informou que jamais lhe passou pela cabeça ser candidato a vice na chapa do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves. "Serei candidato a um cargo no legislativo federal — Câmara ou Senado. E só!", escreveu.

"Fui literalmente atropelado pela suposta informação de que sou pré-candidato a vice-presidente na chapa presidencial do PSDB, que terá o senador Aécio Neves na cabeça", anotou Serra. "Nunca fui pré-candidato a vice. Também inexistem 'interlocutores' atuando em meu nome. Da minha boca, nunca ninguém ouviu nada a respeito. Já disse mais de uma vez que quem fala o que penso sou eu mesmo."

Irônico, Serra atribuiu ao "jornalismo criativo" o atropelamento de que diz ter sido vítima. A "suposta informação" começou a circular há pelo menos 15 dias. Um repórter criativo poderia supor que Serra demorou duas semanas para veicular um desmentido porque queria ver como seria recebido o desejo que ele jamais teve e que seus interlocutores nunca propalaram. Bobagem. Abalroado pelo boato, Serra decerto se recuperava numa UTI.  Disponível aqui, a manifestação de Serra, já plenamente recuperado, vai reproduzida abaixo:

AspasPequenasHá coisas que chegam a ter a sua graça, talvez involuntária. Fui literalmente atropelado pela suposta informação de que sou pré-candidato a vice-presidente na chapa presidencial do PSDB, que terá o senador Aécio Neves na cabeça. Nunca fui pré-candidato a vice. Também inexistem 'interlocutores' atuando em meu nome. Da minha boca, nunca ninguém ouviu nada a respeito. Já disse mais de uma vez que quem fala o que penso sou eu mesmo. Serei candidato a um cargo no Legislativo Federal — Câmara ou Senado. E só! No mais, estarei junto com o meu partido no esforço para vencer esta estranha mistura de atraso e inércia que tomou conta do país.

Há o jornalismo informativo, o interpretativo e o opinativo — não sendo raros os textos que fundem essas três vertentes. Com humor, observo que a afirmação de que 'Serra e os serristas pressionam para ter o lugar de vice' não se encaixa em nenhuma dessas categorias: isso já faz parte do chamado 'jornalismo criativo', que, entendo, pertence ao terreno da ficção.

Sempre que alguém for escrever a respeito, peço que se atenha ao que vai aqui. Vamos em frente! O Brasil quer mudar!"

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.

Josias de Souza