PUBLICIDADE
Topo

Barbosa ‘exige’ demissão do ministro da Justiça

Josias de Souza

15/02/2015 14h35

Ex-presidente do STF e ex-relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa indignou-se com o noticiário sobre os encontros do ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) com advogados de empreiteiros investigados no escândalo do petrolão. "Nós, brasileiros honestos, temos o direito e o dever de exigir que a Presidente Dilma demita imediatamente o Ministro da Justiça", anotou Barbosa no Twitter.

Cardozo teve pelo menos três encontros com defensores de empresários presos na carceragem da Polícia Federal de Curitiba desde novembro. Entre eles o dono da UTC, Ricardo Pessoa, considerado o coordenador do bilionário cartel de propinas varejado na Operação Lava Jato. Pessoa negocia (ou negociava) com o Ministério Público Federal um acordo de delação premiada. Os interlocutores do ministro da Justiça, superior hierárquico da PF, depreenderam das conversas que a barra de seus clientes seria aliviada.

Joaquim Barbosa convidou seus seguidores no Twitter à reflexão: "Você defende alguém num processo judicial. Ao invés de usar argumentos/métodos jurídicos perante o juiz, você vai recorrer à política?"

O algoz dos mensaleiros evocou um episódio ocorrido às vésperas do julgamento do mensalão, maior escândalo da história do país antes do petrolão. Anotou: "Ajuda à memória coletiva: pesquisem sobre uma controvertida decisão do TCU de junho/julho de 2012, pouco antes do início do julgamento da Ap [Ação Penal] 470." Pressionando aqui, você encontra notícia sobre a decisão do TCU mencionada por Barbosa. Foi celebrada à época pela defesa de Marcos Valério, hoje um presidiário. Ao "exigir" a demissão de Cardozo, Barbosa esquece um detalhe: o ministro cumpre missão da presidente. Membro do conselho político de Dilma Rousseff, ele se reúne amiúde com a chefe.

Joaquim Barbosa no Twitter:

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.

Josias de Souza