PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

Bancada do PMDB faz homenagem para Cunha

Josias de Souza

17/10/2015 11h57

Lula Marques

Em meio a tantas evidências de que as versões de Eduardo Cunha não correspondem aos fatos, algum peemedebista poderia representar contra ele no conselho de ética partidário. Mas sucede o oposto. No ápice do derretimento moral do personagem, o PMDB organiza uma homenagem para ele. Na quarta-feira, a pretexto de inaugurar um retrato de Cunha na galeria de ex-líderes da bancada peemedebista, os deputados federais da legenda oferecerão uma oportunidade para que Cunha faça um discurso e seja calorosamente aplaudido.

A homenagem foi organizada pelo atual líder do PMDB, Leonardo Picciani. Há duas semanas, Picciani distanciara-se de Cunha para negociar com Dilma Rousseff a acomodação de dois deputados do baixo clero do PMDB da Câmara na Esplanada dos Ministérios. Dizia-se que a relação entre ambos trincara. Bobagem. Nessa ocasião, Cunha tramava com a oposição a abertura de um processo de impeachment contra Dilma. Hoje, o presidente da Câmara está mais preocupado em salvar o próprio mandato. E Piccicani se equipa para reivindicar o comando da Câmara.

O barulhinho que se ouve ao fundo é o ruído de Ulysses Guimarães, ex-líder do PMDB e ex-presidente da Câmara, se revirando no fundo das águas de Angra dos Reis, onde desapareceu há 23 anos e 5 dias, em 12 de outubro de 1992.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.