Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

João Doria perde aura de vovozinha disfarçada

Josias de Souza

10/10/2017 00h07

Dois dados chamaram especial atenção na mais recente pesquisa feita pelo Datafolha na cidade de São Paulo. Em pouco mais de nove meses de gestão, a aprovação do prefeito João Doria despencou nove pontos percentuais —foi de 41% para 32%. A grossa maioria declara que não votaria em Doria para presidente da República de jeito nenhum: 55%. Foi como se o eleitor recordasse a Doria que ele foi eleito para ser prefeito, não presidenciável.

Aconteceu com Doria um fenômeno muito comum entre os políticos. O sujeito acha que é uma coisa, mas sua imagem indica que ele já é outra coisa. O paulistano elegeu no primeiro turno, um homem de negócios supostamente avesso à corrupção, que prometia dissolver a ineficiência da prefeitura governando em ritmo empresarial. Por ora, não colou.

Doria criou a fábula do "não-político." Mas seu comportamento fez os eleitores perguntarem para os seus botões: é ou não é um velho lobo da política, como tantos outros. Aos pouquinhos, o paulistano foi percebendo que as orelhas do prefeito são de lobo. O focinho é de lobo. Os dentes são de lobo. Ficou difícil para Doria sustentar a fantasia de que é uma vovozinha disfarçada.

Sobre o Autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o Blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.