Blog do Josias de Souza

Procurador da Lava Jato: ‘É totalmente desnecessária’ a opinião de Segóvia

Josias de Souza

Membro da força-tarefa de Curitiba, o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima respondeu com rispidez às críticas feitas pelo novo diretor-geral da Polícia Federal às investigações que têm como alvo Michel Temer. “Sua opinião pessoal é totalmente desnecessária e sem relevância”, escreveu o procurador no Facebook, “ainda mais quando dada em plena coletiva após a posse que lhe foi dada pelo próprio denunciado.”

Depois de ser empossado no cargo em cerimônia com a presença de Temer, o delegado Segóvia levantou dúvidas sobre a investigação que resultou nas denúncias da Procuradoria contra o presidente por corrupção passiva, obstrução à Justiça e formação de organização criminosa.

''A gente acredita que, se fosse sob a égide da Polícia Federal, essa investigação teria de durar mais tempo”, afirmou o novo chefe da PF, “porque uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver se havia ou não crime, quem seriam os partícipes e se haveria ou não corrupção.''

“Começou bem!”, ironizou o procurador Carlos Fernando, antes de emendar: “Não cabe ao diretor-geral da Polícia Federal falar sobre investigações, pois não é responsável por elas, mas apenas o chefe administrativo da instituição. Não cabe à Polícia Federal falar sobre denúncias realizadas, pois a opinio delicti [opinião a respeito do delito] é exclusiva do Ministério Público.”