Blog do Josias de Souza

‘Sou educado’, diz Doria sobre Zeca Pagodinho

Josias de Souza

Na noite de sábado, João Doria cometeu contra o Zeca Pagodinho uma indelicadeza: o prefeito privou o cantor da solidão sem lhe fazer companhia. Deu-se no camarote do Bar Brahma, no Sambódromo do Anhembi. A contragosto, Zeca foi fotografado ao lado de Doria. O cenho crispado denunciou sua má vontade. Criticado nas redes sociais, Doria cometeu uma segunda descortesia com Zeca. Autoelogiando-se, o prefeito insinuou no Twitter que falta educação ao cantor:

''Episódio Zeca Pagodinho”, escreveu Doria, acrescentando depois dos dois pontos: “Sou educado e cumprimento todas as pessoas, onde eu estiver. Continuarei a ser educado, mesmo com incompreensão de alguns.''

Convidado ilustre de um camarote privado, Zeca foi à avenida para ver as escolas de samba. Doria queria ser visto. Como a afinidade entre ambos era de mentira, as fotografias revelaram a verdade de maneira insofismável. Para azar de Doria, sua educação não é comparável à de Zeca, cujos cursos maiores são os de rua, com seus currículos vitais de malandragem.

Não há esperteza política que se equipare à sabedoria do bom malandro. Doria obteve as fotos que tanto queria. Entretanto, considerando-se a má repercussão, as imagens tiveram o peso de uma Quarta-Feira de Cinzas antecipada.

– Atualização feita às 9h36 desta segunda-feira (12): Notícia veiculada na coluna de Monica Bergamo informa que a resistência à ideia de posar ao lado de Doria partiu dos amigos de Zeca Pagodinho. Nessa versão, Zeca se deixou fotografar a despeito da pressão.