Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Cresce no DEM incômodo com projeto de Maia

Josias de Souza

27/03/2018 16h22

Lançada há 19 dias, a candidatura do presidente da Câmara Rodrigo Maia ao Palácio do Planalto ainda não empolgou nem o DEM. Um pedaço da legenda do candidato enxerga na iniciativa um projeto pessoal, não partidário. Na expressão de um cardeal do partido, o DEM corre o risco de "perder ativos e acumular passivos" na campanha de 2018. Nessa versão, o próprio Maia amargaria parte do prejuízo.

Na contabilidade feita pelo grupo que se opõe à candidatura de Maia, o DEM já "perdeu" para o PSD de Gilberto Kassab a posição de vice na chapa de João Doria, candidato do PSDB ao governo de São Paulo. Pode perder também a "oportunidade" de indicar o candidato a vice do presidenciável tucano Geraldo Alckmin.

De resto, a ala do DEM que torce o nariz para as pretensões presidenciais de Maia receia que ele acabe negligenciando o que deveria ser o seu "projeto prioritário": a reeleição à Câmara, com uma articulação que o reconduzisse à poltrona de presidente da Casa no biênio 2019-2020. O receio é o de que partidos do chamado centrão se juntem para tentar assumir o comando da Câmara, sem intermediários.

É improvável que Rodrigo Maia se retire da raia presidencial antes do meio do ano, quando os partidos terão de confirmar seus candidatos em convenções. Mas a coreografia interna do DEM revela que uma ala nada desprezível da legenda enxerga na movimentação do deputado uma certa perda de tempo.

– Atualização feita às 21h13 desta terça-feira (27): O deputado Rodrigo Garcia (SP), líder do DEM na Câmara e coordenador da campanha de Rodrigo Maia enviou nota ao blog. Vai abaixo a íntegra:

A candidatura de Rodrigo Maia à Presidência da República tem ganho adeptos, crescimento que tem ultrapassado as fileiras do Democratas e angariado força entre nomes de outros partidos.

Rodrigo Maia tem palanque forte em vários Estados. De forma democrática, a formação dos palanques estaduais foi liberada, independentemente da campanha presidencial.

No caso específico de São Paulo, decidimos esperar por um cenário mais consolidado para, então, definirmos os caminhos que o Democratas seguirá nestas eleições de 2018. O DEM vai definir seu caminho político em São Paulo nas convenções de julho, momento certo para este tipo de decisão."

Rodrigo Garcia, líder do Democratas na Câmara

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.