Blog do Josias de Souza

Em férias, blog fará lista de coisas abomináveis

Josias de Souza

Angeli

Contemporâneo de gente como Fernando Sabino, Otto Lara Resende e Hélio Pellegrino, o jornalista e cronista Paulo Mendes Campos (1922-1991) escreveu um adorável texto intitulado ‘Coisas Abomináveis’. Começa assim: “Sem dizer das outras 8.329 coisas abomináveis, das quais não tenho tempo de me lembrar neste instante, eu denuncio na vida moderna os seguintes crimes contra a criatura humana…” E passou a enumerar as coisas abomináveis.

Em férias a partir desta segunda-feira (2), o blog aproveitará o ócio de duas semanas para compor sua própria lista. Exceto pelas outras 8 milhões de coisas detestáveis que ficarão de fora por falta de tempo, serão empilhadas todas as outras maluquices que atentam contra a sanidade do brasileiro. Por exemplo: Vácuo moral, Supremo sem supremacia, Congresso com código de barras, presidente e ministros que esqueceram de tirar a marca do preço, presidenciáveis capazes de tudo, presidenciáveis incapazes de todo, candidato preso, candidatos soltos, crime organizado, Estado esculhambado, esquerda flertando com Valdemar Costa Neto, centro namorando Valdemar Costa Neto, direita cortejando Valdemar Costa Neto, matrimônios políticos que viram patrimônio, socialismo de porta de cadeia, liberalismo de porta de quartel, estabilidade sem crescimento, agências reguladoras fazendo o pior para o consumidor o melhor que podem, transparência de vidro fumê, buraco nacional, terra em cima, pus no fim do túnel… A lista crescerá durante as férias do repórter. Aceitam-se sugestões. Até a volta.