Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

À procura de líderes, Planalto olha para o MDB

Josias de Souza

07/02/2019 20h19

Na fase de transição entre a eleição e a posse, Jair Bolsonaro disse que eliminaria a promiscuidade política do toma-lá-dá-cá governando com as bancadas temáticas do Congresso. Premiou com ministérios bancadas como as da saúde e a agricultura. Bastou uma semana de funcionamento do Congresso para acabar com a fantasia.  O Planalto está à procura de líderes capazes de ajudar na formação de uma base congressual. Encabeçam a lista de opções nomes do bom e velho MDB.

Antes de ser hospitalizado, Bolsonaro nomeou um deputado novato, o major Vitor Hugo, do seu PSL, para ocupar o estratégico posto de líder do governo na Câmara. Deu chabu. Os partidos do chamado centrão, torceram o nariz. Passaram a ignorar o personagem. Desligaram o major da tomada. Numa tentativa de reduzir os danos, o Planalto corre para indicar um líder para as sessões conjuntas do Congresso e outro para o Senado. Olha para dentro do MDB.

Para o Congresso, cogita-se indicar o deputado Alceu Moreira, do MDB gaúcho. Parece coerente, pois ele preside a bancada pluripartidária da agricultura. Mas já teve a oportunidade de se manifestar sobre os planos de Bolsonaro de escorar o governo nas bancadas temáticas. Declarou o seguinte: "Quem disser que sabe qual é o resultado que esse novo modelo produzirá, de duas uma: ou é adivinho ou está mentindo".

Para a liderança do governo no Senado, cogita-se indicar o senador Fernando Bezerra, do MDB de Pernambuco. Não é propriamente uma cara nova. Trata-se de um ex-ministro de Dilma Rousseff. Quer dizer: aos pouquinhos o governo do capitão vai domando o seu viés militar. Num quartel, o oficial manda fazer e ponto final. No Congresso, o governo expõe seu ponto de vista e é contraditado. Às vezes, quem contradita é estúpido. Ou pior: é ladrão. Mas não se pode perder de vista um detalhe: no Congresso, manda quem tem maioria.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.