Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Família Bolsonaro X PT, a nova gincana de lama

Josias de Souza

07/02/2019 00h47

Aos pouquinhos, a família Bolsonaro vai substituindo o PSDB na gincana de lama em que o PT tem presença cativa. Os Bolsonaro e os petistas acusam-se mutuamente de corrupção. Nessa competição entre sujos e mal lavados, a decência é um valor secundário. Vence quem for capaz de derramar mais lama sobre o adversário.

Nesta quarta-feira (6), os deputados Henrique Fontana (PT-RS) e Eduardo Bolsonaro manusearam baldes de lodo no plenário da Câmara. Do alto da tribuna, Fontana pediu o apoio dos colegas para instalar uma CPI das milícias do Rio. Para quê? "Investigar os dados que o relatório do Coaf coloca de que Fabrício Queiroz movimentou R$ 7 milhões em três anos, que fez depósitos nas contas do senador Flávio Bolsonaro e a relação que isso tudo tem com as milícias estabelecidas no Rio de Janeiro".

Eduardo Bolsonaro correu ao microfone. Abstendo-se de defender Flávio, irmão mais velho, Eduardo espetou a divindade petista: "O deputado falou [da tribuna], mas hoje é um dia triste para ele. Lula acaba de ser condenado a 12 anos de cadeia. Lavagem de capitais e corrupção! E quem lidera a lista do Coaf é um petista (André Ceciliano)." Eduardo, o filho que Jair Bolsonaro chama de "Zero Três", arrematou sua intervenção ecoando uma frase que o senador Cid Gomes (PDT-CE) pronunciou em encontro com petistas cearenses na campanha presidencial: "O Lula tá preso, babaca!"

A esse ponto chegamos: acusam-se mutuamente de ladroagem a família do presidente da República recém-eleito e os representantes do PT, partido que ocupou o poder federal por 13 anos. Os dois lados têm torcidas barulhentas. Mas uma fatia da sociedade, por equidistante, é frequentemente assaltada (ops!) pela sensação de que ambos os contendores podem ter razão. Mal comparando, a gincana de lama funciona como uma briga de gambás. Mesmo o vencedor sai cheirando mal.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.