Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

PSDB vira um suco que Doria bebe de canudinho

Josias de Souza

2006-03-20T19:18:51

06/03/2019 18h51

Esmagado por ações penais, denúncias, inquéritos e delações, o PSDB virou suco no contexto da liquefação do sistema político brasileiro. A notícia de que a empresa administradora dos pedágios no Paraná entregava malas de dinheiro no palácio habitado pelo tucano Beto Richa é mais do mesmo. Insere-se num ambiente de decrepitude que fez do ex-partido da ética um antro de perversão tão execrável quanto as legendas que o tucanato especializou-se em atacar.

Os termos do acordo firmado pela Rodonorte com a Lava Jato dão uma ideia dos prejuízos que o bico grande do tucanato impôs aos brasileiros que vivem no Paraná. A confissão vem acompanhada de um acordo que resultará em queda no preço dos pedágios (R$ 350 milhões), conclusão de benfeitorias sonegadas aos usuários (R$ 365 milhões) e multas (R$ 750 milhões).

A Rodonorte pertence ao Grupo CCR, o mesmo que confessara o pagamento de pedágios ao PSDB de São Paulo, ninho de Geraldo Alckmin. Engrossam o caldo de degenerescência a avalanche criminal que encosta o operador Paulo Preto em Aloysio Nunes e José Serra, a condenação e o encarceramento de Eduardo Azeredo, os nove processos contra Aécio Neves e a onda de lodo que engolfa o ex-governador goiano Marconi Perillo.

Longe dos refletores, o governador tucano de São Paulo, João Doria, trata a liquefação do grão-tucanato como uma oportunidade política. Cria de Alckmin, Doria se equipa para jogar o criador ao mar em maio. De olho em 2022, Doria articula a saída do seu padrinho político da presidência do PSDB. Acomodará no lugar de Alckmin um aliado pernambucano: Bruno Araújo, ex-ministro de Michel Temer. Sem alarde, Doria sorve a estrutura do PSDB aos poucos, de canudinho.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o Blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.