Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Museu dos EUA hesita em ceder suas instalações para homenagem a Bolsonaro

Josias de Souza

2013-04-20T19:05:33

13/04/2019 05h33

Jair Bolsonaro receberá no dia 14 de maio, em Nova York, o prêmio "Personalidade do Ano", concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. O evento deveria ocorrer na sede do prestigioso Museu de História Natural dos Estados Unidos. Mas a instituição cogita vetar uso de suas instalações como palco de homenagem ao presidente brasileiro.

Num post veiculado no Twitter, o staff do museu anotou: "Estamos profundamente preocupados e estamos explorando nossas opções." A direção do museu tomou distância da homenagem, um "evento externo e privado". E alegou que desconhecia a personalidade a ser premiada, pois o jantar de gala "no qual o atual presidente do Brasil será homenageado, foi reservado no museu antes de ele ser escolhido."

Deve-se a hesitação do museu sobretudo à visão crítica dos seus dirigentes e do corpo técnico em relação à figura controversa de Bolsonaro e à sua política —ou à ausência dela. Avalia-se, por exemplo, que, sob o capitão, a preservação da floresta amazônica e a integridade das reservas indígenas estão sob ameaça.

Nesta sexta-feira, a propósito, de passagem por Macapá, Bolsonaro defendeu a exploração econômica da Reserva Nacional do Cobre Associados (Renca). Fica na divisa entre o Amapá e o Pará. É do tamanho do Estado do Espírito Santo. Foi extinta sob Michel Temer. Mas a gritaria foi tão grande que o governo recuou.

Alheia à agenda antiambiental do capitão, a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos não tem a mais remota intenção de recuar na premiação de Bolsonaro. Mas talvez tenha de escolher um novo palco para o evento. O presidente brasileiro será homenageado ao lado de uma personalidade americana, cujo nome ainda não foi divulgado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o Blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.