Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Centrão e oposição fatiam poderes de Bolsonaro

Josias de Souza

2015-04-20T19:19:32

15/04/2019 19h32

O relacionamento de Jair Bolsonaro com o Congresso tornou-se perigosamente gasoso. Os problemas surgem, mas não há no cenário político ninguém com disposição e capacidade para resolvê-los. Em consequência, o governo está sujeito a ataques oportunistas de uma aliança informal que se estabeleceu entre congressistas dos partidos do chamado centrão e da oposição.

Trama-se abertamente a transferência de poder do âmbito do Executivo para a seara do Legislativo. Na verdade, esse deslocamento de poder já está acontecendo. Os parlamentares concluem a tramitação de duas propostas emblemáticas. Numa, eles impõem ao Executivo o pagamento de despesas enfiadas dentro do Orçamento da União por meio de emendas de bancadas. Noutra, transferem o dinheiro dessas emendas diretamente para as prefeituras, sem a intermediação do Executivo.

Ao promover parcerias pontuais com a oposição, os partidos do centrão, que trazem o governismo no DNA, revelam o insucesso do hipotético diálogo que Bolsonaro imagina ter inaugurado com os dirigentes de 13 partidos que já recebeu no Planalto. As conversas aconteceram. Entretanto, afora a perda de tempo, o custo da mão de obra do garçom e o desperdício de água e cafezinho, não resultaram em nada.

Alega-se no Planalto que o velho e bom centrão ainda não suporta a ideia de negociar segundo os hábitos da "nova política". Os deputados do centrão respondem que não há política velho ou nova —existe política. Enquanto as duas partes não chegam a um acordo, a reforma da Previdência caminha em ritmo de lesma. E o governo vai sendo tratado no Congresso como um pedaço de salame a ser fatiado. Nas próximas semanas, o centrão cogita servir uma fatia constrangedora. Trama-se derrubar um decreto editado por Bolsonaro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o Blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.