Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

FHC sobre Moro: ‘Se estivesse lá, me demitiria’

Josias de Souza

05/09/2019 02h15

Para Fernando Henrique Cardoso "foi um erro" Sérgio Moro trocar a magistratura pelo cargo de ministro da Justiça. "Se eu estivesse lá, me demitiria", declarou o ex-presidente tucano em entrevista exibida na madrugada desta quinta-feira no programa Conversa com Bial, da TV Globo. "Fosse eu o presidente, seria um erro também, porque ele é juiz. E um juiz que mostrou ser independente".

A condição de magistrado, acrescentou FHC, não dá a Moro qualificação "para o exercício de uma função política." O grão-mestre do tucanato disse ter "a impressão de que o ministro Moro não tem as características de um líder político, tem as características de um juiz." Acredita que Moro teria condições de "aspirar a ser ministro do Supremo Tribunal Federal." Entretanto, acha que ele "está mais longe" desse objetivo "agora do que antes".

FHC não põe em dúvida a motivação de Moro para aceitar a transferência da 13ª Vara de Curitiba para a Esplanada dos Ministérios. Acha que ele "teve o impulso" de proteger a Lava Jato, quis "evitar que houvesse alguém capaz de sufocar" a operação, como sucedeu com o caso Mãos Limpas, na Itália.

"Mas ele chegou lá e viu que a coisa é diferente. Então, ele tem que agir de acordo com as circunstâncias", afirmou FHC. "Cabe a ele tomar essa decisão. Se estivesse eu lá, eu já estaria fora."

Também presente ao programa, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que Moro "não deveria ter assumido" o ministério. "Não boto muita fé em juiz que rasga a toga e vai servir à política. Acho que, de fato, ele já foi demtido pelos atos, pelos fatos, pelos acontecimentos".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.