Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Após falar demais, Carlos Bolsonaro cala demais

Josias de Souza

12/09/2019 13h30

Carlos Bolsonaro, o Carluxo, fala demais e cala demais. Quando a popularidade de Jair Bolsonaro entra em declínio, o filho 'Zero Dois' corre às redes sociais para anotar que, "por vias democráticas, a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos." Se a imprensa repara no viés golpista do palanfrório, Carluxo, de bate-pronto, afirma que seus comentários foram deturpados por jornalistas "canalhas".

Entretanto, Carluxo cala quando se descobre que ele está sob investigação por suspeita de empregar fantasmas no gabinete e de rachar com as assombrações os contracheques bancados com o suor do contribuinte. Em vez de esclarecimento, o cavaleiro do Apocalipse do clã Bolsonaro despeja nas redes novas diatribes: "Imprensa lixo, não adianta me chamar para a briga, com desinformações que vocês sempre fomentaram…" etc. e tal.

Carluxo vai se revelando um personagem desconexo e perigoso. Não perde a oportunidade de perder oportunidades. Fala quando ninguém quer ouvir comentários que flertam com a ruptura institucional. Cala quando todos desejam escutar suas explicações a respeito de práticas que desrespeitam o suor alheio e a ordem constitucional.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.