Mais informação com menos tempo de leitura
Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

Debate sobre fundo eleitoral é desafio à paciência

Josias de Souza

12/09/2019 18h49

O governo cogita elevar de R$ 1,8 bilhão para R$ 3,7 bilhões o montante destinado ao fundo eleitoral que financiará a campanha municipal de 2020. É preciso enxergar o lado positivo de certas notícias, como essa que foi veiculada pelo Globo. Ainda que seja necessário procurar um pouco. A insistência com que Legislativo e Executivo discutem o plano de tonificar as arcas eleitorais é um sinal de que a taxa de desfaçatez de congressistas e agentes públicos não aumentou. Continua nos mesmos 100%.

O Brasil viveu durante muitos anos à beira do abismo. Isso mudou. Hoje, o país está dentro do abismo. O brasileiro experimenta cotidianamente a vivência do abismo. Faz isso na fila do desemprego, nos corredores dos hospitais, nas salas precárias das escolas públicas. A despeito de todo o sofrimento, a turma de Brasília insiste em encarar esse Brasil do abismo como uma nação de bobos.

No íntimo, os defensores da tese de que o fundão precisa virar um fundãozão desejam que o brasileiro se finja de idiota pelo bem das eleições do próximo ano, quando serão escolhidos vereadores e prefeitos. O problema é que está cada vez mais difícil sustentar esse tipo de conclamação ao sacrifício patriótico da inteligência.

Numa hora como essa, em que estão sobre a mesa as reformas que visam atenuar o drama fiscal, a execução da coreografia da gastança no miolo do abismo é a falta de nexo levada às fronteiras do inadmissível. Pode passar. Mas haverá um preço. De uns tempos pra cá, muita gente que cutucou as ruas com o pé para ver se o asfalto mordia saiu ferida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.