Topo
Blog do Josias

Blog do Josias

PF pediu prisão de Dilma, mas Fachin indeferiu

Josias de Souza

05/11/2019 19h33

Dilma Rousseff foi acordada nesta terça-feira, em Porto Alegre, por um delegado da Polícia Federal. O visitante era portador de uma intimação para que a ex-presidente petista preste depoimento como investigada num inquérito sobre propinas da JBS a políticos do MDB na campanha de 2014. Coisa de R$ 40 milhões. Dilma assinou a intimação a contragosto. Mas poderia ter sido pior. A PF requisitara a sua prisão. O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, indeferiu o pedido.

Além de Dilma, a PF queria prender outras nove pessoas. Entre elas o ex-ministro petista Guido Mantega e três ex-senadores do MDB: o ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rego (PB), o ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (CE) e o ex-presidente do MDB Valdir Raupp (RO). Todos os pedidos foram negados por Fachin. Consultada, a Procuradoria-Geral da República também posicionou-se contra os encarceramentos.

No despacho em que autorizou a PF a colher os depoimentos dos investigados, Fachin anotou que a pretensão de restringir a liberdade de locomoção é uma "medida extrema". Considerou que não há nos autos a demonstração de "condutas atentatórias às apurações que evidenciem a necessidade" das detenções.

Fachin autorizou também a intimação de políticos com mandato, todos do MDB. Entre os investigados que terão de prestar depoimentos à PF estão os senadores Renan Calheiros (AL), Eduardo Braga (AM), Dário Berger (SC) e Jader Barbalho, além do governador paraense Helder Barbalho. Todos são suspeitos de receber propinas da JBS.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor