PUBLICIDADE
Topo

Congresso tirou pedaço anticorrupção do pacote

Josias de Souza

05/12/2019 20h13

A banda culpada da Câmara se juntou à ala cúmplice para lipoaspirar o pacote de Sergio Moro. Retirou-se do embrulho o pedaço referente às medidas anticorrupção, que atingia a bandidagem do colarinho branco. Aprovou-se o grosso das providências anticrime, que alcançam a bandidagem do pé rachado.

No comecinho da tramitação do pacote, Sergio Moro foi convencido a desistir da criminalização do caixa dois. Dizia-se que o recuo facilitaria a aprovação do resto. Era lorota. Funcinou como senha para a retirada de outros transtornos, como a prisão de condenados na segunda instância. (veja o comentário abaixo)

Sobre o autor

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na ''Folha de S.Paulo'' (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro ''A História Real'' (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de ''Os Papéis Secretos do Exército''.

Sobre o blog

A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários.

Josias de Souza