Blog do Josias de Souza

Categoria : Secos & Molhados

Em privado, Temer ataca o amigo de ‘boa índole’
Comentários 8

Josias de Souza

Os comentários que Michel Temer faz em privado sobre o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) são bem diferentes da avaliação que ele faz sobre o amigo publicamente. Em conversa com ministros e aliados, na noite de domingo, Temer chamou de “idiota” e “imbecil” o preposto que indicara ao delator Joesley Batista, no diálogo gravado em 7 de março. Em entrevista à Folha, o mesmo Loures foi definido por Temer como homem de “boa índole, de muito boa índole.”

Depois do encontro de Temer com Joesley, sócio da JBS, Rocha Loures foi pilhado em gravações e filmagens acertando uma venda de favores e recebendo mala contendo propina de R$ 500 mil (no vídeo acima, ele sai correndo de uma pizzaria, em São Paulo, carregando a mala). Temer ataca o personagem a portas fechadas para tentar demonstar aos aliados que não tem nada a ver com o dinheiro da mala. Afaga-o em público para não irritar um potencial delator.

Suplente de deputado, Rocha Loures assessorava Temer no Planalto. Foi guindado à Câmara depois que o presidente nomeou o titular do mandato, Osmar Serraglio (PMDB-PR), para o posto de ministro da Justiça. Só não foi preso pela Polícia Federal na semana passada graças ao escudo do foro privilegiado que ganhou ao assumir a cadeira na Câmara. Convertido em protagonista do novo escândalo, Rocha Loures pode aprofundar o pesadelo de Temer com uma simples articulação do gogó.

Amigos em comum informam a auxiliares de Temer que o encrencado está, do ponto de vista psicológico, em frangalhos. Afastado do exercício do mandato pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, o preposto que o presidente credenciou junto ao “fanfarrão” Joesley terá de prestar esclarecimentos à Polícia Federal e à Procuradoria. O Planalto trabalha com a hipótese de que Rocha Loures distanciará Temer da mala de dinheiro. A conferir.


‘Não era nada disso!’, diria Tancredo para Aécio
Comentários 71

Josias de Souza

A caminho da sexta cirurgia, aquela que o levaria à morte, privando-o de assumir a Presidência da República, Tancredo Neves disse para Aécio Neves: “Eu não merecia isso!”

Vivo, Tancredo poderia repetir o mesmo comentário para o neto, agora um senhor de 57 anos, enroscado em oito enredos penais. A velha raposa talvez emendasse uma segunda frase: “Não era nada disso!”

O barulhinho que se ouve ao fundo é o som de Tancredo se revirando no túmulo.


Andrea, irmã de Aécio é fichada e presa em MG
Comentários 7

Josias de Souza

Presa por ordem do Supremo Tribunal Federal, Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), deu entrada nesta quinta-feira no sistema prisional mineiro.

Antes de conhecer sua nova hospedaria, o Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, Andrea vestiu um traje alaranjado e posou para fotos de identificação.

Andrea deixou de ser a operadora de um um dos políticos mais influentes da República. Tornou-se a prisioneira número 721032. Ou, por outra, virou um símbolo chocante do ponto de decadência moral a que chegou Aécio Neves, um presidente da República que o Brasil livrou-se de ter.


Gilmar X Lava Jato: ‘O rabo abanando cachorro’
Comentários 19

Josias de Souza

A força-tarefa da Lava Jato pendurou nas manchetes uma nova denúncia contra José Dirceu. Fez isso no dia em que a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal julgará um pedido de liberdade do grão-petista. O procurador Deltan Dellagnol, coordenador da Lava Jato, disse não ter a pretensão de influenciar a decisão da Suprema Corte. O ministro Gilmar Mendes não engoliu: “Como se a gente… É o rabo abanando o cachorro. Se eles imaginam que vão constranger o Supremo, o Supremo deixava de ser Supremo.”